O que é

Pilates é uma técnica que trabalha a mente e o corpo de forma conjunta, possuindo como princípios básicos: a concentração, o controle, a centralização, a precisão e a respiração. Esses aspectos são responsáveis pela harmonização do organismo durante a prática. Força, tonificação e alongamento são trabalhados de dentro para fora do corpo, tornando-o forte, elegante e saudável.

Como surgiu o Pilates?

Durante a I Guerra Mundial o alemão Joseph Pilates foi exilado numa ilha inglesa, onde começou a trabalhar rotinas de condicionamento físico e mental, inventadas por ele, com os companheiros de exílio. Com os companheiros que tinha restrição de movimentos, ele aplicava molas e resistências nas camas, garantindo-lhes recuperação de força e mobilidade. Mais tarde esses objetos primários utilizados, dariam origem aos equipamentos que, hoje, fazem tanto sucesso. O seu livro, intitulado “Return to Live Through Contrology”, foi editado em 1945, e nele Joseph apresenta seus conceitos teóricos sobre a técnica, além de 34 exercícios efetuados no solo.

 Quem foi Joseph Pilates?

Joseph Hubertus Pilates, o criador do Pilates, nasceu em 1883 e era uma criança muito frágil que sofria de asma e febre reumática. Entretanto, Joseph Pilates cresceu seguindo a tradição de hábitos saudáveis que sua família cultivava e trabalhou, incessantemente, em busca de equilíbrio, forma física e bem-estar. Após muita dedicação, Joseph Pilates desenvolveu um método próprio, ao qual denominou “Contrologia”: um completo conhecimento do mecanismo do corpo e uma total compreensão dos princípios de equilíbrio e gravidade aplicados às ações do corpo nos estados ativo, em repouso ou dormindo. Através do controle do corpo e da mente é possível despender o mínimo possível de energia, garantindo boa saúde e melhor desenvolvimento.

No ano de 1923, o alemão abriu seu primeiro stúdio, em Nova York, onde utilizava aparelhos imaginados e desenvolvidos por ele próprio . Mas a técnica, entretanto, só ganhou popularização nos anos 40. A maioria dos alunos que buscavam eram praticantes de esportes, apresentando, geralmente, algum problema postural ou de lesões. Após a morte de Joseph, aos 87 anos, sua esposa deu continuidade ao trabalho de difusão da técnica e, em pouco tempo, muitos alunos seguiram os passos do criador do Pilates, montando seus próprios stúdios. No Brasil, Alice Becker foi a principal difusora, a partir de 1991.

O Pilates continua a crescer em todo o mundo, conquistando um número cada vez maior de adeptos por ser uma prática que respeita as condições, necessidades, objetivos e limitações de cada um, com resultados satisfatórios ao praticante.

No Pilates, os movimentos são realizados sem pressa e com bastante controle para afastar o estresse e a fadiga. O grande repertório de exercícios com poucas repetições e baixo impacto, proporcionam menos desgaste das articulações e dos músculos, além de afastar a monotonia das aulas. A técnica é aplicável aos mais diferenciados públicos com resultados, inclusive, emocionais, uma vez que o aluno tem sua autoestima elevada ao perceber melhoras em sua saúde física e mental.

As aulas apresentam:

  • Exercícios suaves e eficazes;
  • Poucas repetições de cada movimento;
  • Grande repertório de exercícios;
  • Aulas únicas, evitando monotonia;
  • Uso de aparelhos e acessórios criados especialmente para os exercícios;
  • Resultados rápidos e duradouros;
  • Construção de uma postura correta e natural;
  • Não há desgaste físico.

Benefícios:

  • Aumenta a resistência física e mental;
  • Alongamento e maior controle corporal;
  • Correção postural;
  • Aumento da flexibilidade, tônus e força muscular;
  • Alívio das tensões, estresse e dores crônicas;
  • Melhora da coordenação motora;
  • Maior mobilidade das articulações;
  • Estimulação do sistema circulatório e oxigenação do sangue;
  • Facilita a drenagem linfática e eliminação das toxinas;
  • Fortalecimento dos órgãos internos;
  • Aumento da concentração;
  • Trabalha a respiração;
  • Promove relaxamento.